GUIA PRÁTICO: COMO MUDAR O SEGURO DE VIDA CRÉDITO HABITAÇÃO, EM 3 PASSOS, PARA FORA DO BANCO?

Seguro Vida Crédito Habitação

Já sabes que se tiveres o teu Seguro de Vida fora do Banco que te concedeu o empréstimo podes poupar muito dinheiro?

 

Mas precisas de saber exatamente o que tens de fazer para que tal aconteça?

 

Então vieste ao sítio certo… continua a ler para saberes tudo!

 

Trocar o Seguro de Vida associado ao teu Crédito Habitação pode ser menos complicado do que parece.

 

De uma maneira geral, a maior vantagem que tens ao fazê-lo é poderes poupar muito 💲💲

 

Para te ajudarmos a transferir o Seguro de Vida do teu empréstimo para outra seguradora, fizemos um levantamento do que acontece e dos passos necessários para que este processo seja mais fácil para ti.

 

Continua a ler 😉

 

 

Em primeiro lugar, é importante saberes que a lei não te obriga a teres o Seguro de Vida Crédito com o teu Banco.

 

Desde 2009, com a entrada em vigor do Decreto-Lei 222/2009, não é obrigatório comprares o Seguro de Vida com a entidade bancária que te está a conceder o crédito habitação.

 

Quando recorres a um empréstimo bancário para comprares a tua casa, nas propostas que te são apresentadas vêm incluídos os custos que terás de suportar com o Seguro de Vida se fizeres o teu empréstimo com aquele Banco...

 

… só que, normalmente, a tua maior preocupação é conseguires o crédito a tempo de não perderes a casa, que nem lês direito as condições do Seguro de Vida e quanto é que vais pagar por ele se o fizeres com o Banco.

 

E não faz mal.

 

Tens de ter Seguro de Vida se quiseres o crédito, é certo, mas só o fazes com o Banco se o quiseres 💪

 

Portanto, podes sempre procurar outras opções no mercado e ver qual a mais vantajosa para ti.

 

Da mesma forma, nada te obriga a manter o teu seguro de vida associado ao crédito habitação com o Banco.

 

A qualquer altura, podes transferir para fora do Banco, se for mais vantajoso para ti.

O que fazer para transferir o Seguro de Vida associado ao teu empréstimo?

 

Simples … bastam 3 passos apenas:

 

1. Saber as condições de obtenção e manutenção do teu spread

 

2. Consultar a apólice do teu seguro de vida associado ao crédito habitação e verificar quais são as suas coberturas

 

3. Comunicar ao Banco o cancelamento do seguro de vida associado ao crédito habitação e cancelar o débito directo

 

1º passo: Saber as condições de obtenção e manutenção do teu spread

 

Primeiro tens que entender ao certo quais as condições associadas ao teu Crédito Habitação, sobretudo no que diz respeito ao spread e/ou se existe alguma penalização.

 

Para isso deves consultar a tua escritura ou documento particular autenticado (DPA) do empréstimo aquisição da habitação.

 

O que podes esperar que aconteça?

 

Bem, pode acontecer uma de duas coisas:

 

1) Há contratos em que existe uma penalização do spread se optares pela transferência do teu Seguro de Vida para fora do Banco.

 

Aqui só tens de fazer contas … ou então usares a calculadora que criamos para te ajudar com os cálculos.

 

Se o que vais pagar a mais por mês na prestação do empréstimo for inferior ao que poupas mensalmente com o que teu seguro… então compensa-te transferir o seguro.

 

Na maioria das vezes compensa optar pela transferência do seguro. E não te esqueças que essa poupança aplica-se ao tempo de vida do teu empréstimo… 20, 30, 40 anos…

 

 

2) Pode não existir penalização no spread, mas existem bonificações no teu crédito caso subscrevas determinados produtos com o Banco, tais como PPR, cartão de crédito, conta ordenado domiciliada no Banco, entre outros.

 

Se o Seguro de Vida estiver associado a essas bonificações, podes perdê-la.

 

No entanto, podes compensar a retirada do teu Seguro de Vida através da subscrição de algum dos produtos do Banco, indicados acima.

 

Mais uma vez, tens de fazer as contas e ver o que mais te compensa...

 

2º passo: Consultar a apólice do teu seguro de vida associado ao crédito habitação e verificar quais são as coberturas

 

O novo seguro não pode ter menos coberturas que o teu seguro de vida atual.

 

Já te dissemos que o Seguro de Vida associado ao teu crédito habitação protege o Banco e o capital em dívida do empréstimo. Isto no caso de morte da pessoa segura.

 

No entanto, quanto à cobertura de invalidez, existem dois tipos a ter em atenção:

 

Invalidez Total e Permanente (ITP)
É uma cobertura mais abrangente.

Significa que podes recorrer ao teu Seguro de Vida, pagando o valor do empréstimo ao banco, se tiveres algum azar de saúde e ficares com uma incapacidade para trabalhar.

Quanto menor a percentagem de ITP, mais fácil será para ativares o seguro.

 

Invalidez Absoluta e Definitiva (IAD)
É uma opção que te protege menos e significa que só podes usar o seguro em situações muito graves, em que a pessoa segura fica num estado vegetativo, totalmente dependente de terceiros.

 

 

Assim é muito importante que vejas na tua apólice qual a cobertura de invalidez que o Banco requer porque o novo seguro tem de ser pelo menos igual nesta cobertura.

Podes optar por teres mais proteção, mas nunca menos.

 

3º passo: Comunicar ao Banco do cancelamento do seguro de vida associado ao crédito habitação e cancelar o débito directo

 

Consulta nas condições gerais do teu seguro de vida associado ao teu crédito habitação qual o pré-aviso que deves dar para cancelar o seguro.

 

Deves comunicar à Seguradora, por escrito, com antecedência de pelo menos 30 dias da data de renovação do seguro, a tua vontade de não renovar o seguro de vida na data da sua renovação.

 

Geralmente são 30 dias… mas convém sempre verificares.

 

Depois é só comprares o novo seguro, que deve iniciar-se na data em que ocorreria a renovação do seguro que cancelaste, e comunicar ao banco o cancelamento do anterior, e enviares juntamente a documentação do novo que fizeste.

 

Por último, deves comunicar ao Banco o novo seguro  e o cancelamento do anterior (acerta com o teu gestor o procedimento) e cancelar o débito direto, não vá o banco demorar a processar esta alteração.

 

Em todo este processo, nunca te esqueças que podes sempre contar com o teu gestor bancário. Sugerimos mesmo que o informes assim que iniciares o processo de transferência do seguro. É quem te vai apoiar da melhor forma quando a linguagem é mais complexa e com todos os esclarecimentos que necessites. Está lá para isso também!

Que te parece?

 

A MUDEY está aqui para te ajudar a tomar as melhores decisões. Ao criares a tua Wallet MUDEY, vais poder gerir os teus seguros de uma maneira simples, transparente e à medida da tua carteira.

 

Para além de que apoiamos-te com tudo o que tens de fazer antes da renovação dos seguros… para que não te escape nada!

 

Somos a tua plataforma inteligente de compra e gestão de seguros, 100% digital, totalmente gratuita.

 

Estamos sempre disponíveis em [email protected] ou através do chat de conversação no canto inferior direito do teu ecrã.

 

Até já!

Voltar ao topo